Variedades

Quando não há o que fazer

Ela se foi. Não há nada que eu possa fazer, a não ser esperar que ela volte.
A solidão é agora a minha única companheira…
Fico aqui, parado, olhando para o vazio, sem entender o porquê.
O tempo passa tão devagar… Posso até ouvir o tic-tac do relógio da sala.
A noite vem chegando e fico ainda mais desesperado.
Ficar aqui sozinho está me enlouquecendo! Esse silêncio parece não ter fim!
O que foi que aconteceu? Por que ela não volta?
Fico me perguntando o que foi que eu fiz de errado!
Por que tanto sofrimento?
Estou aqui, sentado nesta cadeira há horas, esperando que ela volte, mas nada!
Com muito esforço, me levanto e sem saber o que fazer, vou até a cozinha procurar alguma coisa para comer.
Mas, quem tem fome? Quem consegue comer sentindo tanta angústia?
Tomo um café e volto novamente a me sentar.
Anoiteceu e a escuridão toma conta da sala. A solidão só faz aumentar.
Espere! Será que estou sonhando?
Parece que ela está voltando!!!
A ansiedade toma conta de todo o meu ser.
Sim, ela está de volta!
Que maravilha! Agora não estou mais sozinho!
Espero que agora ela fique mais tempo por aqui e não me abandone de forma tão abrupta como da última vez.
Vou me conectar novamente!!!
Espero que a internet não caia mais, pelo menos não por hoje!


Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *