A importância da família na construção do caráter dos cidadãos | Portal Munalú – dicas, aconselhamentos, bem-estar
Consultoria Lei da Atração

A importância da família na construção do caráter dos cidadãos

Postado por Munalú em 03/06/2016 17:27:25

A importância da família na construção do caráter dos cidadãos

(foto: ABSFreePic.com)

Um bebê exige muitos cuidados para que cresça forte e feliz. Uma alimentação nutritiva, roupas adequadas, um lugarzinho só dele para que se sinta protegido e tranquilo. Isso todo mundo sabe. Mas, e a qualidade de vida desta criança? Será que existem pais que pensam nisso? Um bebê começa a sentir emoções ainda no ventre, e a mãe precisa ter uma vida regrada e tranquila, pelo menos neste período, para que o bebê usufrua destes condições. Após o nascimento, os pais deveriam se comprometer em oferecer a essa criança um ambiente de paz e tranquilidade, para que ela cresça não só fisicamente, mas emocionalmente também.
Adolescentes desajustados são frutos de lares desajustados. A maior parte das chamadas “famílias” são formadas de maneira tão desleixada, que nem deveriam ter essa nomenclatura, pois são apenas um certo número de pessoas vivendo em uma mesma casa; na realidade são pessoas desestruturadas criando mais pessoas desestruturadas. Independente de país, classe social, raça ou religião, vemos cada vez mais desse mesmo tipo de situação ocorrendo em muitas casas que deveriam ser lares, mas que no fundo não são.
As pessoas que desejam formar uma família deveriam ouvir a voz da consciência e sentir se estão mesmo preparadas para isso. Para se formar uma família é preciso muita responsabilidade de ambas as partes deste acordo. Muitos pais acham que isso é um dever somente das mães, já que, por convenção social, a função delas sempre foi de cuidar da família e dos filhos. Os pais têm o dever de participar da formação de seus filhos, porque desta parceria é que virão novos cidadãos que serão parte de uma sociedade. Os pais de ontem ensinaram aqueles que são pais hoje, que por sua vez estão ensinando os pais de amanhã. Quem aprende do modo certo ou não aceita perpetuar os erros do passado, consegue se libertar dessa situação medonha que a sociedade vem enfrentando, e cria seus filhos para serem cidadãos melhores.
Mas, e se não houver estrutura da parte dos seres humanos, que tipo de sociedade será formada? Vemos hoje muita violência e falta de sensibilidade. Poucos realmente se importam em analisar se estão causando algum tipo de sofrimento às outras pessoas ou a qualquer ser vivo. A dor está banalizada! Nada mais importa além do próprio umbigo e o egoísmo chegou ao seu ápice! Os valores estão sendo esquecidos. Onde a humanidade irá chegar agindo dessa maneira? Deus deu vida à todos os seres viventes e isso é o que temos de mais precioso!
Nosso dever é formar uma sociedade em que todas as pessoas possam ser valorizadas pelo que elas são e não pela posição que ocupam. Os valores estão invertidos; pessoas sem escrúpulos estão ocupando o lugar de destaque, em detrimento daquelas que respeitam os verdadeiros valores. O que vemos hoje são indivíduos egoístas, que rejeitam regras e valores, e querem que a sua visão seja soberana e absoluta, doa a quem doer.
Se cada família se preocupasse em criar seus filhos dentro dos valores corretos de um cidadão, seria o fim do egocentrismo. Alguns podem perguntar: o que são valores corretos? A resposta é simples: se não prejudicar a sua vida e nem a das outras pessoas, dos animais ou da natureza, isto é a valorização da vida. Se beneficiar apenas um dos lados, algo errado está acontecendo. Pessoas egocêntricas geram uma sociedade doente. E onde não existe ponderação, não existe equilíbrio. Não podemos tomar partido das situações e querer obrigar as outras pessoas a terem a mesma opinião sobre tudo.
Infelizmente, de uns tempos para cá, as crianças estão sendo criadas para viver num ambiente social doente e, por causa disto, existe uma grande probabilidade de se tornarem adultos intransigentes, que não toleram as diferenças. Os pais devem tomar conta da saúde mental de seus filhos ainda bebês, para que eles não se tornem adultos frustrados e até mesmo perigosos para a sociedade.
O mundo hoje está com um número cada vez maior de pessoas mentalmente perturbadas e que passam desapercebidas. Os sintomas são sutis e só quem prestar bastante atenção é que conseguirá identificar os sinais e notar o perigo eminente que se desenvolve assustadoramente numa velocidade absurda. Quantas vezes, nestes últimos tempos, ouve-se notícias de que pessoas ditas “normais” matam sem sentir um pingo de remorso? E se o ato dessa pessoa não gera qualquer consequência para ela, corre-se um alto risco de que venha a cometer o mesmo crime outras vezes. Além disso, o número de pessoas narcisistas, principalmente os chamados “narcisistas perversos”, está cada vez maior. São pessoas que se sentem bem com o fracasso alheio; têm um certo prazer em oprimir e destruir a vida daqueles que julgam suas “presas”. E a sociedade prefere fechar os olhos e dizer que tudo isso é bobagem, enquanto a situação continua a se repetir bem debaixo do nariz de todos. A hora que a humanidade acordar, poderá ser tarde demais.
Desrespeitar o outro pelo simples fato dele não concordar com a sua forma de pensar, querer a todo custo que a sua verdade seja absoluta, isso é comum hoje em dia. Mas saiba que a única verdade absoluta vem da parte de Deus e de mais ninguém. Nenhum ser humano pode “empurrar goela abaixo”, de quem quer que seja, as suas vontades e obrigar os outros a seguirem a sua cartilha. Todos os dias os jornais reportam a intolerância por parte de pessoas que discutem por motivos banais que deveriam ser pontos de união e não de discórdia. Pessoas nas ruas, que nem se conhecem, estão brigando e até mesmo se matando por divergência política, motivos religiosos e, inclusive, times de futebol!
Em casa, as famílias estão sendo esfaceladas também por motivos financeiros. Pais que se fecham em seus mundos e se apartam de seus filhos, por não quererem ouvir o que eles têm para falar. Filhos que saem de casa e não querem dar ouvidos aos conselhos daqueles que, por terem mais experiência, poderiam ajudar a evitar muitas dores. Todos têm direito de ter a sua opinião sobre todos os assuntos, contudo é necessário ter o bom senso de ouvir e respeitar a opinião alheia. Aceitar ou não o que outros dizem é uma outra história, mas respeitar o direito de opinião de cada um, isso sim é liberdade de expressão, onde mesmo pensando de maneira diferente, possamos todos conviver de forma pacífica.
Existem pessoas que querem a todo custo forçar situações para poderem continuar a viver da forma que querem, mesmo que isso esteja prejudicando a vida de muita gente e ainda dizem que estão agindo da maneira correta. Isso não é liberdade de expressão, isso é opressão. “Todos colhem aquilo que plantam”, já diziam sabiamente as vovós e hoje os ensinamentos sobre a Lei da Atração só vieram corroborar com esse pensamento. As pessoas deveriam pensar antes nas coisas que fazem ou pensam para não terem nenhum dissabor no futuro. Porque o que começa errado tende a acabar da maneira errada.
O papel da família na vida de uma criança é extremamente importante, porque aquilo que aprendemos na infância, geralmente levamos por toda a vida. E se uma criança vê um adulto transgredindo as regras constantemente, sem arcar com qualquer consequência que resulte de seu ato, como ela poderá crescer e se tornar um adulto responsável e solidário? Como um adolescente, que passa por uma fase tão complicada, onde não é nem criança e nem adulto, poderá aprender algo positivo, se não houver quem lhe ensine com amor e sabedoria? A regra para se viver bem é muito simples e exige pouco esforço: seja na vida pessoal, familiar, carreira, finanças, relacionamentos, não importa a área, faça sempre aos outros o que deseja que façam à você e reflita se a sua atitude está prejudicando a sua vida e a de outras pessoas.
Quem sabe um dia, algo fará com que a humanidade acorde e o mundo seja transformado em um lugar melhor para se viver. Talvez um dia, possamos ver que tudo mudou de repente; que a vida passou a ter muito mais valor e sentido, e que as pessoas são realmente aquilo que são, sem máscaras. O que nos cabe agora é fazer o nosso melhor, orar e ter muita fé, proliferando muita energia positiva que contribuirá para a construção do novo amanhã. Acreditamos que a mudança ocorre com um ser humano de cada vez, por isso esperamos que você, que está lendo esse artigo, reflita e passe esse pensamento adiante. Se cada um fizer a sua parte, o mundo que tanto sonhamos poderá ser real, mais breve do que se imagina.

Que Deus ilumine a todos nós nessa jornada!


Mais Artigos

Como identificar um péssimo parceiro

Como identificar um péssimo parceiro

Confira algumas dicas e evite ser a próxima vítima daqueles que nasceram apenas para fazer os...

Pais e filhos?

Pais e filhos?

Confira neste artigo o perfil dos pais abusivos e como eles podem atrapalhar o sucesso profissional...

Envie seu comentário