Espiritualidade

O que significa ser livre

Nos últimos anos, estamos enfrentando uma tendência desafiadora: muita gente quer ter razão e quer obrigar os outros a pensarem e agirem de determinado modo. Nesse cenário, fica meio difícil dizer quem realmente é livre. Apesar da aparência de opressão, sabemos que a verdadeira liberdade não pode ser vista, apenas sentida.
O conceito de liberdade sempre foi associado à coisas materiais para oferecer uma falsa autonomia, quando na verdade as pessoas estão sendo totalmente manipuladas. Durante uma fase significativa do século XX, fumar era considerado símbolo de liberdade, assim como durante os anos 70, era considerado livre quem usasse algum tipo de droga ou era promíscuo. A imagem do descolado, daquele que não tem medo de nada e que vive desafiando a vida, esse é o exemplo típico de liberdade que sempre tentam colocar na cabeça das pessoas.
Esses exemplos não demonstram liberdade, mas apenas vícios e um desafio desnecessário às Leis Naturais. Se uma pessoa precisa fumar, se drogar ou ser promíscuo para aparentar ser livre, ela não é verdadeiramente livre. Ela é dependente de objetos, situações, pessoas e do gatilho mental de aprovação social. Os outros ao seu redor precisam aprovar o que essa pessoa faz para que ela se sinta aceita pelo grupo. Isso traz ainda mais ansiedade para as pessoas se moldarem como o mundo deseja que sejam, pois do contrário sentem medo de serem rejeitadas. Ainda por cima, correm o risco de terem problemas de saúde ou até de perderem a vida, dependendo do quanto desafiam as Leis Universais.
Para mim, isso é muito mais trabalhoso do que seguir o que a espiritualidade recomenda. Ser verdadeiramente livre é tão mais simples do que todo esse esforço para aparentar ser algo que não é em essência. Como estamos em um mundo onde a negatividade está mais aflorada, ser livre é desafiador, principalmente por causa do sentimento de querer ser aceito pelo grupo. Mas, uma vez que se entenda que construímos o mundo ao nosso redor a partir de nossos próprios conceitos, fica mais fácil reconhecer a verdadeira liberdade, que reside dentro de cada um de nós. Não é algo material, não é uma ferramenta. É um sentimento poderoso que nos ajuda a sermos verdadeiros com nossa essência original.
O verdadeiro brilho está no interior das pessoas. O que elas são, é o que os outros percebem. Nossos pensamentos moldam quem somos e o mundo ao nosso redor. Se nos vemos livres de apegos, amarras, pressões, críticas etc., e nos conhecemos verdadeiramente, ninguém abala a nossa rocha interior. E mesmo que os desafios da vida sejam ásperos, essa firmeza interior torna o caminho mais suave. Se você é feliz e se vê dessa forma, não há ninguém no mundo que conseguirá lhe persuadir do contrário. O nosso ser divino interior é perfeito e, assim como diz na Sutra Sagrada (Seicho-No-Ie), “nós é que nos oprimimos com a nossa própria mente”, portanto você está no controle de sua vida para escolher a direção que lhe parecer mais apropriada.
Simplesmente seja verdadeiro(a) consigo mesmo(a); se permita amar quem você é, da forma como é. E não obrigue ninguém a ver o mundo sob a sua perspectiva. Deixe tudo fluir naturalmente e o Universo fará o que for necessário para unir aqueles que pensam de modo semelhante. Isso não significa separação, mas permitir que cada pessoa viva de acordo com o que acredita. Tudo foi construído para vivermos bem. Se para uma pessoa é importante viver com prosperidade, união, amor, alegria etc., de acordo com a Lei do Livre Arbítrio e a Lei da Atração, ela atrairá pessoas, coisas e situações que mantenham esse estado de espírito. Da mesma forma, se para outra pessoa é importante viver reclamando, criticando os outros ou oprimindo os outros, atrairá pessoas, coisas e situações que mantenham o cenário desenhado por ela.
Tudo é baseado em ação e consequência, portanto viver de maneira equilibrada evita que se cometa excessos e consequentemente de receber dissabores. Eu sugiro que você assista ao vídeo e perceba quais características de uma pessoa verdadeiramente livre você já tem e quais precisa aprimorar. A liberdade interior é muito mais fácil de ser administrada, pois depende apenas de você, e quando se adota esse estilo de vida, tudo ao seu redor irá se demonstrar mais simples e objetivo.
Se essa mensagem faz sentido para você, curta e compartilhe com quem você conhece. Ah, lembre-se depois de escrever aqui nos comentários como esse texto e o vídeo contribuíram para sua evolução pessoal.

Muita luz para sua vida! Feliz 2020!

Namastê.


Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *