Direitos e deveres que todo cidadão deveria conhecer | Portal Munalú – dicas, aconselhamentos, bem-estar
Consultoria Lei da Atração

Direitos e deveres que todo cidadão deveria conhecer

Postado por Munalú em 21/04/2016 17:21:35

Direitos e deveres que todo cidadão deveria conhecer

(foto: ABSFreePic.com)

O homem é um ser social, mas sempre se esquece de que também é um ser individual. O ser humano vive em sociedade, mas a sua individualidade deve ser preservada, pois cada um é um; somos todos diferentes e temos que respeitar essa diferença.
Os valores humanitários precisam ser resgatados novamente. Não podemos mais fechar os olhos para os abusos que acontecem ao nosso redor em relação ao indivíduo. Um bom exemplo disso são as crianças que estão sempre expostas a todo tipo de violência e não têm como se defender. Todas têm o direito de serem protegidas por seus pais ou tutores, não é mesmo? Os pais ou tutores, por sua vez, têm o dever de proteger a sua prole.
Direito à proteção é fato, mas o dever de ser protegido nem tanto. Se assim fosse, todas as crianças estariam seguras e felizes, vivendo em seus lares. Porém, muitas delas estão por aí sem ter onde morar, passando fome e frio, muitas vezes doentes, sem ter quem cuide delas. Perambulam pelas ruas sem direito à educação, vivendo à margem da sociedade. O drama que estas crianças vivem todos os dias nunca mais será apagado de suas mentes inocentes. A dor da solidão é maior do que tudo que se possa imaginar. A sociedade tem o dever de acolher essas crianças que são deixadas à própria sorte, mas nem todas serão acolhidas. E mesmo que elas acabem indo para um orfanato, onde terão suas necessidades básicas saciadas, nunca será como morar em uma casa com sua família.
Cursar uma escola, seja ela qual for, dá o direito a todos que pensam em ter um futuro melhor, de terem um estudo que estimule o intelecto ao aprendizado necessário para se viver uma vida com sabedoria. A escola, por sua vez, tem o dever de dar respaldo à esses alunos que desejam tal educação. Contudo, infelizmente, o que vemos hoje são alunos que querem continuar na ignorância aprendendo o menos possível, fazendo um determinado curso apenas pelo diploma, e professores que acham que já fazem o bastante, não propiciando aos alunos interessados o devido aprendizado. Esses alunos ficam cada vez mais frustrados e os professores cada vez mais deprimidos. O que se percebe é que está sendo formada uma sociedade egocêntrica, gerando indivíduos egoístas e prepotentes, dando um sentido invertido ao individualismo.
Pessoas que fazem parte de alguma religião têm o direito de aprender sobre as promessas que Deus tem para suas vidas e elas acreditam que o seu mentor espiritual tem o dever de ensiná-las. Outras acham que seus mentores têm o dever de cuidar da sua fé, dando à eles o direito irrestrito de falar sua própria interpretação dos textos bíblicos, sem questionar se o quê está sendo dito está mesmo dentro do contexto ou se é apenas doutrina. Os mentores espirituais têm sim o dever de ensinar tudo o que sabem sobre a Bíblia, mas cada um deles tem o seu modo individual de interpretá-la, através da doutrina da sua igreja.
Todos os cristãos deveriam abrir o Livro Sagrado para ver se o que o seu mentor está dizendo é toda a verdade ou se ele está apenas doutrinando e não pregando a Palavra de Deus como se deveria. Ninguém tem o poder de salvar a vida de ninguém; somente a própria pessoa pode se salvar, professando que Jesus é o Salvador e que deseja ser salvo por Ele. Quando as pessoas percebem todo o engano que cometeram, depositando a sua total confiança em alguém que julgavam ser superior, descobrem que seus mentores são indivíduos comuns e que, muitas vezes, entendem menos sobre a Palavra de Deus do que se imaginava.
Somos todos seres humanos e ninguém é maior ou melhor do que ninguém. Respeitar as pessoas que são especializadas em determinado assunto não é o mesmo que torná-las ídolos que jamais cometem erros. Isso é idolatria, e idolatria é pecado. Deus não admite que sejamos idólatras. Por isso Ele deu o entendimento à todas as pessoas quando enviou o Espírito Santo. É inadmissível que alguém pense não ser capaz de compreender o que Deus diz nas Escrituras. Aprenda tudo o que Deus quer para você, absorva o conhecimento dado pelas outras pessoas, mas entenda que você pode fazer isso sem intermediadores. Somente Jesus é seu intermediador. Exerça a sua fé com poder e não permita que ninguém diga que você não pode. Se ficar na escuridão, deixando que outros detenham o poder da Palavra, você não desfrutará das glórias de viver no Reino. Tome posse do que é seu por direito!
Essa mesma linha de raciocínio vale para qualquer tipo de especialista. Nunca se deve confiar cegamente na palavra de quem quer que seja, pois, infelizmente, os especialistas tendem a ter uma opinião um pouco restrita, devido ao alto aprofundamento do assunto. O que eles têm a dizer é importante e relevante, mas não é a verdade absoluta. Por isso seu bom-senso deve estar sempre aguçado. Ouça e leia o que eles têm a dizer, pondere sobre a questão e tire suas próprias conclusões.
Funcionários e empresários também sentem o drama dos direitos e deveres para que uma empresa sobreviva e traga prosperidade a todos os envolvidos. Tem dono de empresa que acredita ter o direito de ser respeitado por seus funcionários, o que está correto, mas não sente o dever de respeitá-los, o que é inadmissível. Alguns funcionários, por sua vez, não têm o menor interesse em realizar suas tarefas com empenho, se esquecendo de onde sai o seu salário no final do mês. O ideal seria que todo patrão sentisse o dever de reconhecer os direitos de seus funcionários, respeitando não apenas as leis trabalhistas por obrigação, mas tendo o profissionalismo e o respeito como filosofia de vida. E os funcionários deveriam compreender a importância do seu trabalho individual para o progresso da empresa, agindo também com profissionalismo e respeito, pois assim eles irão progredir juntamente com ela.
Outro ponto importante é o casamento. Muitas pessoas se casam achando que encontrarão no outro o seu porto seguro. Esse é um triste engano. Casar é comunhão, isto é, duas pessoas olhando para a mesma direção. Porém, o que mais acontece, é um olhar para frente e o outro olhar para o parceiro (principalmente as mulheres), dando poder apenas para um dos lados. O que as pessoas se esquecem é que a responsabilidade desta união é dos dois! Quando os anos passam, aquele que entregou a sua vida completamente ao outro, esquecendo-se de si mesmo, se vê sozinho e percebe que compartilhou toda a sua vida com a solidão e não com o seu parceiro; que viveu a vida do outro e não teve a menor chance de viver a sua própria vida. Pelo menos alguns ainda conseguem sair ilesos deste tipo de relação, porque percebem que a segurança está em sua força interna e não no outro. Mas outros acabam se entregando e desistem da vida; ficam deprimidos, sentindo-se perdedores. Não permita que sentimentos negativos façam parte da sua vida; não se entregue, só porque você não enxergou o que estava bem na frente dos seus olhos! Algumas situações acabam criando "véus" sobre os nossos rostos, nos impedindo de enxergar a realidade como ela realmente é. Tenha sempre em mente de que só você é responsável por você mesmo e não adianta querer mudar isso. As outras pessoas não vão poder lhe dar a segurança que nem elas mesmas acreditam possuir.
Quando colocamos pessoas em cargos públicos, entregamos a elas o direito de gerenciar a direção das nossas vidas, de modo direto ou indireto, através das leis que todo cidadão tem o dever de obedecer. Isso nos dá a impressão de segurança, pois acreditamos que, independentemente dos acontecimentos, existe alguém que está trabalhando para o bem-estar geral. Infelizmente esse pensamento pode ser utópico. As leis dão respaldo para que a máquina pública e privada funcione de maneira organizada; pelo menos deveria ser assim. O grande desafio a ser enfrentado é que as mesmas leis que deveriam proteger o povo muitas vezes são usadas contra ele, principalmente devido às chamadas "brechas legais". Às vezes você recorre ao tribunal tentando reparar alguma injustiça e acaba sendo alvo de punição, principalmente se a outra parte for alguém do alto escalão ou com influência. A justiça deve ser imparcial, mas isso nem sempre acontece. Sabemos bem que o julgamento feito por humanos é passível de erro, pois pode ser contaminado com a corrupção de caráter de todos os tipos.
E como mudar isso? Como ter uma nação mais desenvolvida intelectualmente e moralmente? Simples! Exerça seu direito ao voto com consciência e lucidez. A democracia confere liberdade a cada cidadão de escolher quem melhor irá representá-lo nos cargos administrativos, seja de um condomínio ou bairro até uma nação. Essa pessoa escolhida para governar será um "modelo ideal" de você mesmo. Se você vota e escolhe alguém para governar (seja para que cargo que for), então significa que os ideais e atitudes dessa pessoa são pelo menos semelhantes aos seus. Por isso é tão importante pesquisar e conhecer profundamente aquele que escolhemos para nos representar e não simplesmente ir seguindo modismos ou "protestar" nas urnas de modo desleixado. Isso não faz sentido algum! Além de não produzir qualquer resultado positivo, ainda corre-se o risco de colocar um cargo importante nas mãos de alguém que não está preparado para lidar com tal responsabilidade. Então antes de fazer sua escolha, delibere se essa atitude será benéfica, não só para você, mas também para as outras pessoas, principalmente àquelas que você tem apreço. Ao conceder o seu aval para quem quer que seja, você estará se comprometendo com a situação e, portanto, será corresponsável pelos acontecimentos decorridos dessa decisão. Lembre-se que sempre atraímos mais do mesmo para as nossas vidas. Portanto, o que você deseja de verdade? Respondendo a essa questão de modo sincero (e não por influências externas) será o primeiro passo para se tomar decisões mais acertadas, pois o que não queremos para a nossa vida, não queremos para os outros também.
Por fim, alguns aconselhamentos rápidos:

  • Se pegou algo emprestado, devolva! E o item deve estar nas mesmas condições em que vieram para as suas mãos. É seu dever cuidar bem do que não lhe pertence;
  • Se está devendo dinheiro a alguém, pague! A pior coisa do mundo é ficar devendo, enrolar as pessoas e fingir que nada está acontecendo. Além disso, essa atitude bloqueia por completo a recepção de bençãos em sua vida. A prosperidade vem para quem é honesto e cumpre com sua palavra;
  • Prometeu algo a alguém, cumpra! É a mesma situação do item anterior: até que a situação seja resolvida a prosperidade será bloqueada de sua vida;
  • Respeite as leis (principalmente as bíblicas). Quando respeitamos os direitos das outras pessoas, temos o nosso próprio direito também assegurado, inclusive perante aos olhos de Deus.

Para a nossa felicidade e alívio existe um único tipo de justiça que nunca falha e nunca se contamina: a Justiça Divina! Nessa podemos confiar cegamente. Temos também um Reino infalível onde todas as coisas são feitas do modo certo para assegurar a prosperidade e a felicidade a todos. Um dia, esse modelo de vida que temos se extinguirá e prevalecerá apenas aquele em que as pessoas que foram capazes de resistir as tentações do mundo fenomênico terão o direito de desfrutar. Todos temos direitos e deveres, mas sábios são aqueles que fazem bom uso desses recursos. É necessário entender que o nosso direito termina quando começa o direito do outro e que nossas ações individuais podem influenciar, de modo positivo ou negativo, a vida das outras pessoas também. Seja sempre o tipo de pessoa que faz por merecer e veja Deus derramar inúmeras bençãos em sua vida! Porque aqueles que aceitam "pagar o preço" são os mesmos que recebem as maiores recompensas. E não espere colher bons frutos apenas na vida material, porque nossa vida só é completa quando colhemos bons frutos na vida espiritual também.


Mais Artigos

O que é felicidade?

O que é felicidade?

O que é felicidade? Será que um bem material ou uma pessoa podem trazer a verdadeira felicidade?...

Vamos banir o preconceito da face da Terra!

Vamos banir o preconceito da face da Terra!

Saiba como o preconceito destrói a humanidade e afasta as pessoas de uma vida harmoniosa.

Aprenda a ver oportunidades dentro das crises

Aprenda a ver oportunidades dentro das crises

Saiba como lidar com qualquer adversidade de modo positivo e descubra que é possível ser feliz...

Envie seu comentário